O que é a laserterapia?

LASER é uma sigla que significa “amplificação da luz por emissão estimulada de radiação”, ou seja, o laser é uma fonte de luz, cuja principal característica é a amplificação da energia que chega a uma intensidade elevada sobre uma superfície muito pequena.

Pesquisas científicas atuais demonstram que o laser terapêutico tem efeitos:

•Analgésico, pois aumenta o limiar de excitação das terminações nervosas de dor;

•Anti-inflamatório, dado principalmente pelo aumento da microcirculação.

•Bioestimulante, obtidos com a estimulação sobre o metabolismo que acelera a cicatrização de úlceras e feridas.

•Descontraturante devido ao efeito térmico e o aumento do metabolismo.

A terapia com laser ou laserterapia é um tratamento que consiste na aplicação de um feixe eletromagnético que incide sobre uma área para fins terapêuticos no intuito de aproveitar estes efeitos e propriedades.

Na odontologia, estas propriedades permitem a diminuição do desconforto e uma recuperação mais rápida, imediatamente após a primeira aplicação do laser. E com isso, a laserterapia se torna um auxiliar indispensável na terapia odontológica.

De um modo geral, o laser terapêutico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos, sempre que se necessite de um efeito local ou ainda quando se necessite de um efeito terapêutico geral.

Algumas aplicações e indicações do laser terapêutico na odontologia são:

 Alívio da dor: promove o alívio de dores de diversas etiologias, dores de origem pulpar, dores nevrálgicas, dores em tecido mole, mialgias, dores de pré e pós-operatório, entre outras aplicações.

 Reparação tecidual (efeito bioestimulante) após um procedimento como cirurgia acelerá la produção de osso novo por exemplo.

 Redução de edema ou inchaço: indicado na aplicação do pós-operatório de procedimentos

periodontais (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), bem como de outras cirurgias orais menores.

 Alívio da hipersensibilidade dentária.

 Paralisia facial.

 Herpes labial e aftas

 Parestesias: sensação estranha que fica quando um nervo é machucado. O laser acelera a recuperação da sensibilidade normal.

 Exodontia: pós-extração dentária.

 Periodontite.

 Dores na articulação temporo-mandibular.

A tendência da odontologia é a incorporação de métodos menos invasivos com a finalidade de minimizar a dor e o desconforto durante e após as intervenções odontológicas.

Por isso, acredita-se que a laserterapia seja uma excelente opção de tratamento, por seus efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, além de estimular o crescimento e a regeneração celular.

 

Dra. Elizabeth Marino

Diretora PortoAlegreSul Odontologia Integrada,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *